Pesquisadores

Abaixo indicamos os atuais integrantes do LANTRI

Marcelo Passini Mariano

Coordenador do Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI/UNESP). Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1992), mestrado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (1998) e doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista (2007). Professor Assistente Doutor do curso de Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Estadual Paulista - UNESP (Campus de Franca). Professor do Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (UNESP/UNICAMP/PUC-SP). É pesquisador do Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC). Tem experiência na área de Relações Internacionais com pesquisas nos seguintes temas: processos de integração regional (Mercosul, Alca, Relação Mercosul União Européia e integração na América Latina), política externa brasileira, controle democrático de política externa, processos de tomada de decisão e gestão de relações internacionais de governos não-centrais (paradiplomacia), técnicas de pesquisa em ciências humanas e o uso das tecnologias de informação e comunicação.

Rafael Augusto Ribeiro de Almeida

Mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Uberlândia (UFU). Possui graduação em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho", Campus Franca (2012). Assistente de Pesquisa do Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC). Membro do Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI/UNESP), que integra a Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo (REPRI). Entre 2008 e 2011 foi redator-colaborador do Observatório de Política Externa Brasileira (OPEB) vinculado ao Grupo de Estudos de Defesa e Segurança Internacional (GEDES/UNESP). De janeiro a setembro de 2010 foi bolsista PIBIC/CNPq. Entre julho e dezembro de 2011 foi bolsista FAPESP.

Bárbara Carvalho Neves

Doutoranda e Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Relações Internacionais - San Tiago Dantas (PUC-SP, UNESP, UNICAMP), com bolsa CAPES. Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista, Campus de Franca. Realizou intercambio acadêmico do Instituto Politécnico Nacional na Cidade do México, em 2015, no curso de Negócios Internacionais com bolsa do Santander Universidades. Técnica em Informática pelo Colégio Técnico Industrial - UNESP Bauru (2010-2012), possuindo experiência na área da Ciência da Computação. Colaboradora do Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI), do Grupo Rede de Pesquisa em Regionalismo e Integração (REPRI) e do Observatório de Regionalismo (ODR). Desenvolveu Iniciação Científica com bolsa (CNPq) na área de Integração Regional, sobre a atuação brasileira nos projetos de cooperação da América do Sul, com foco na área de Integração em Infraestrutura.

Julia de Souza Borba Gonçalves

Assistente de Pesquisa no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Mestra em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (UNESP/UNICAMP/PUC-SP) e bolsista CAPES. Filiada à Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", campus de Franca. É integrante do Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI). Desde 2014 é membro da REPRI- Rede de Pesquisa sobre Regionalismo e Política Externa que congrega pesquisadores de várias universidades brasileiras e instituições de pesquisa. Áreas de interesse: Política Externa Brasileira; Regionalismo Latino-americano; Integração Regional; Processos de Persuasão Normativa.

Jaqueline Trevisan Pigatto

Bacharel em Relações Internacionais pela UNESP Franca (FCHS). Atualmente mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP - UNICAMP - PUC/SP) e bolsista FAPESP. Pesquisadora no tema de governança global da Internet, com interesses em novas tecnologias e seus impactos na sociedade. Foi pesquisadora em Iniciação Científica, com o tema "O Brasil e a governança da Internet: a repercussão do caso Snowden e as ações do governo brasileiro por maior controle internacional da rede", com bolsa FAPESP e é ex-bolsista CNPq. 

Guilherme Henrique de Freitas Lopes Pinto

Atualmente é pesquisador membro do LANTRI( Laboratório de pesquisa de novas tecnologias em Relações Internacionais). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais. Experiência com estudos de Defesa e Segurança.

Elias Venancio de Souza

Graduando de Relações Internacionais na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), Campus de Franca - SP. Atualmente é pesquisador e membro da equipe de pesquisadores do Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI - FCHS / UNESP).

Luiz Eduardo de Assis Moreira

Graduando em bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), no campus de Franca. Membro do Grupo de Estudos, Pesquisa e Simulação de Organizações Internacionais (GEPESOI) desde abril de 2017. Organizador da 14ª edição do United Nations Model of Sao Paulo (UNSP) como Secretário Acadêmico desde novembro de 2018. Membro da Empresa Júnior de Relações Internacionais da Unesp de Franca - Orbe - Consultoria Internacional - desde abril de 2019. Membro do Laboratório de Novas Tecnologias em Relações Internacionais (LANTRI) desde abril de 2018.

Please reload

Contato / Contact

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • RSS Social Icon

Endereço: 

Av. Eufrásia Monteiro Petráglia, 900 

Jd. Dr. Antonio Petráglia -14409-160 - Franca, SP, Brasil.

O Laboratório de Novas Tecnologias de Pesquisa em Relações Internacionais (LANTRI) busca integrar a utilização sistemática de Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) com as pesquisas acadêmicas em Relações Internacionais, privilegiando ferramentas de pesquisa Livres (Free Software) ou de Código Aberto (Open Source). Esta integração é realizada através do desenvolvimento de pesquisas que tem como foco central as Relações Internacionais do Brasil ou apresentem temáticas com impactos sifgnificativos sobre o Brasil.